Allstars on Facebook

Jogo

Liga C2, 2023-01-24 às 23:00 @ CIF

Nota do árbitro: 5

Baile de Munique SAD vs Team Arrebenta Clubes

Antunes foi salvação alemã!

Foi nos minutos finais da partida, que o Baile de Manique SAD conseguiu fugir da derrota perante o Team Arrebenta Clubes. Os alemães começaram a vencer mas rapidamente o TAC deu a volta, vendo a vitória escapar nos instantes finais do jogo.

A primeira oportunidade de golo do jogo vinha com “água na barba”. Digamos que não era oportunidade de golo até ser. Um passe da defesa de Paulo Ferreira chegava aos pés de João Boavida, que frente ao guardião adversário fazia um belo golo. Entrada com o pé direito para o Baile de Munique! O domínio estava do lado dos alemães, que estavam mais perto de marcar o segundo. O TAC conseguia trocar bem a bola mas não chegava com perigo perto da baliza de Paulo. Até ao momento que Pedro Martins Ferreira abria o livro e assistia para o golo do empate. Com uma roleta passava pelo meio de dois adversários e cruzava para João Geraldes que finalizava para o 1-1. Seguiam-se uma série de remates do Baile que não dariam o golo que tanto necessitavam. João Antunes e Afonso Ahmad rematavam com destinos diferentes. O primeiro obrigava a defesa de Diogo Peres Fernandes e o segundo com tudo para fazer atirava por cima do travessão! Não havia mais tempo e íamos com um empate a um para o intervalo.


A segunda parte trouxe um quase golo do recém entrado Isaac Pais, com este a aparecer bem ao segundo poste, dando um toque subtil a tentar enganar o guardião adversário, mas com Paulo Ferreira a conseguir puxar dos seus rins para evitar o golo da vantagem TAC. Estava um jogo interessante, dinâmico e com oportunidades de parte a parte. Diogo Gameiro não conseguiu dar a melhor direção a um cruzamento de Paulo Sardinha e Afonso Jesus do outro lado, não conseguiu direcionar o seu remate à meia volta para o alvo. Na segunda metade desta parte chegariam os golos! O TAC chegou pela primeira vez à vantagem por João Nuno Vasconcelos, que dava o melhor seguimento a um passe de João Palma. Na direita do ataque fugia e rematava além de Ferreira!  A derrota parecia não ser uma hipótese para os alemães bailarinos e André Alvega traria essa pequena felicidade à sua equipa. Depois de ter feito uma jogada individual impressionante, sendo ultimamente parado por Diogo na baliza do TAC, ele conseguia mesmo o golo do empate. O trabalho era todo de Antunes que com a sua garra habitual carregava a bola e passava por cima da defesa adversária inteira para o seu colega. Alvega evitava o desaire na última jogada do jogo, mesmo sem Bárcia em campo.

Um grande “ufa” do Baile que garantiu um ponto na última jogada do jogo. É o seu primeiro empate e o sétimo ponto desta época. O TAC quase conseguia a sua segunda vitória da época para contrastar com as duas derrotas que sofreu, mas acabou por perder dois pontos no cair do pano.


por Miguel Sousa