Allstars on Facebook

Jogo

Liga B2, 2024-05-14 às 23:00 @ São Miguel

Nota do árbitro: 5

Fiorenteta vs Aston Billa

Chuva de golos e 3 pontos importantes para a formação da casa

A equipa dos Aston Billa, já campeão, visitou a equipa dos Fiorenteta que precisavam de pontos para não descer! Num jogo com muitos golos e com a equipa visitante em clara gestão de esforço, houve muitas reviravoltas. A sorte sorriu aos da casa que garantiram a vitória perto do final.

A equipa da Fiorenteta entrou com tudo em jogo e chegou de imediato ao primeiro. Afonso Miranda apareceu em profundidade e na cara do guarda-redes desviou para o 1-0. O jogo prometia porque logo a seguir Ricardo Lanita não quis ficar atrás e de fora da área fez o empate com um pontapé muito colocado. O jogo acalmava e a equipa dos Aston Billa procurava ter mais bola. A equipa da casa ia ameaçando no contra-ataque e Afonso Miranda ficou perto do golo quando tirou o defesa do caminho e atirou a rasar o poste. Logo a seguir foi João Aguiar que ameaçou da meia distância, mas o guarda-redes estava atento. O golo acabou por chegar para os campeões com Afonso Mota a combinar com Ricardo Lanita que finalizou fácil na cara do guarda-redes. A equipa dos Aston Billa estava a crescer no jogo e Tomás Zanatti ficou muito perto do golo com um remate colocado ao poste mais distante. Já em cima do intervalo Pedro Mello Vieira fez o golo do empate de grande penalidade. O intervalo chegava com 2-2 no marcador e o jogo prometia até ao fim.

 

A segunda parte trouxe um autêntico festival de golos e muita incerteza até ao final. A equipa da Fiorenteta entrou com tudo e João Aguiar adiantou a equipa no marcador para 3-2 com um grande pontapé de pé esquerdo. Miguel Cech Ladeiro ficou a olhar para a bola e com culpas no cartório que lhe valeram uma rebocada do médio Guilherme Jardim que optou por não ir a jogo. A equipa dos Aston Billa chegou-se à frente e procurou o empate. A estrela da companhia Afonso Gomes ficou muito perto do empate, mas o guarda-redes protagonizou uma bela intervenção. A seguir foi Tomás Zanatti a tentar outra vez da meia distância. A Fiorenteta podia ter dilatado a vantagem, no entanto Afonso Miranda não conseguiu levar a melhor sobre o guarda-redes. Quem não marca sofre e a formação visitante chegou ao 3-3. Afonso Gomes apareceu na cara do guarda-redes e fuzilou para o golo do empate. A reviravolta ficou consumada logo de seguida quando Miguel Ladeiro, agora já na sua posição original, recuperou em zona alta e na cara do guarda-redes desviou para o 3-4, podendo assim festejar efusivamente para a bancada que se encontrava vazia. A vantagem durou apenas alguns segundos porque uma desatenção na defesa dos Aston valia o empate e o regresso ao jogo dos Fiorenteta: João Aguiar chegou ao 4-4 com uma bela assistência de Pedro Mello Vieira proveniente do corredor esquerdo. O jogo não acalmava e parecia que nenhuma das equipas queria deixar escapar os 3 pontos. Uma grande jogada de combinação entre Afonso Gomes e Miguel Ladeiro permitiu a Afonso Mota rematar com toda a calma e qualidade para repor novamente a vantagem dos visitantes. Parecia que a vitória já não escapava aos homens da casa, mas o São Miguel vinha a presenciar um autêntico golpe de teatro. O 5-5 surgiu num golo fácil para Pedro Mello Vieira que depois de uma jogada de insistência só teve de encostar ao segundo poste. Perto do final da partida Afonso Miranda ameaçou o 6-5, mas o guarda-redes levou a melhor. O jogador acabou, no entanto, por consumar a reviravolta no último lance da partida ao responder na perfeição a um canto. Golo e loucura para os homens da casa que assim batiam os atuais campeões e podiam respirar na luta pela manutenção com mais 3 pontos no bolso.

 

Crónica por Manuel Correia

por Henrique Zilhão