Allstars on Facebook

Jogo

Liga B1, 2020-01-13 às 23:00 @ São Miguel

Nota do árbitro: 4

3 - 2

100200

MVP: Francisco Gil

Heinakeres FC vs Queens Park Strangers

Heinakeres metem a segunda!

Num jogo muito bem disputado, os Heinakeres revelaram mais argumentos para chegar à vitoria e contaram com Francisco Gil inspirado (3 golos) para levar de vencidos os QPS!

Inicio da partida com os QPS a ameaçar logo de imediato por intermédio de Rafael Alves que aplicou um remate forte à meia distância e obrigou Miguel Canto e Castro a sacudir para canto! Logo de seguida, Miguel Zenha do lado contrário visou a baliza dos londrinos com o seu remate a desviar num oponente para testar os prontos reflexos de Rafael Pinto que ainda foi a tempo de sacar uma boa estirada! Começo animado da partida! Depois, Zenha voltou a ameaçar com um pontapé de muito longe, mas o guardião disse novamente presente. Os Heinekers construíam desde trás de forma assertiva e controlada à procura de brechas na defesa dos QPS, porém, estavam a pecar no último terço, ao passo que os britânicos adotaram uma postura mais vertical e lançavam bolas longas para junto da área holandesa aproveitando as suas linhas subidas, sem grande discernimento. Mais à frente, após falta na área adversária, os QPS ganhavam uma grande chance para se adiantarem no marcador através da marca de grande penalidade. O capitão Rafael Alves chegou-se à frente e rematou para excelente oposição de Miguel que se esticou para manter a sua baliza inviolada! Voltavam à carga os comandados de Manel Fernandes, com Zé Coimbra a meter um cruzamento bem medido para o coração da área onde Henrique Simões apareceu para cabecear, mas ligeiramente ao lado! De seguida, fruto da pressão alta bem exercida por Francisco Gil, o pontapé do guarda-redes saiu prensado e a bola sobrou para Henrique que chutou de forma violenta para defesa apertada de Rafael! Resposta dos ingleses através de um passe de Bernardo Oliveira para “Jomi” (estrangeiro) que deu de imediato em João Nuno Guitana, e avançado já nas imediações da área, tentou finalizar de “biqueira”, mas o guardião impediu males maiores! A primeira parte terminava com 0x0 no marcador apesar das oportunidades dispostas num e noutro lado do terreno.

O segundo tempo, por seu turno, viria a ter bastante mais ação concretizadora dos dois conjuntos. Foram os Heinekers que vieram do descanso mais moralizados e Martim “Cebo” Cardoso no corredor esquerdo seguiu com o esférico junto ao pé e chutou cruzado com muito perigo! Os homens da cerveja dominavam o encontro nesta fase, mas esse maior controlo da posse de bola não se traduzia em golos. Dito isto, Prego (estrangeiro) partiu para cima do adversário e puxou para a ala para depois cruzar a redonda na direção de Francisco, e atacante rematou de forma certeira para quebrar finalmente o gelo! Pouco depois, os Heinekers voltaram a cometer falta já dentro da área e, desta feita Camacho (estrangeiro) assumiu a cobrança e não perdoou, restabelecendo a igualdade no marcador! Cebo, de seguida, centrou para Vasco Neves e o médio pontapeou a bola na direção da baliza, contudo, Rafael controlou as suas intenções. Após um passe de Henrique para Francisco na ala esquerda, o avançado correu com a bola e para alguma surpresa do guarda-redes, rematou rasteiro e cruzado para fazer o bis e respetivo 2x1 na partida! De forma surpreendente, Miguel Braga da Costa cometeu o terceiro penalti do encontro e os QPS não desperdiçaram a oferta tendo João Nuno como marcador de serviço desta vez. A divisão de pontos não servia para os homens que vestiam verde, e Vasco procurou o golo a partir de um remate à entrada da área, mas Rafael defendeu sem problemas. Numa jogada transição, Francisco seguia em grande velocidade e foi travado em falta pelo guardião pelo que assistíamos ao 4º penalti do encontro (!). Francisco quis, ele próprio, bater a bola parada e fê-lo de forma exímia para perfazer o hattrick e fixar o resultado nos 3x2! Os QPS ainda foram a tempo de ameaçar por intermedio de João Nuno, que só não marcou por culpa de Miguel que sacou um coelho da cartola para retirar o golo ao avançado! Terminava assim o encontro com os holandeses a vencerem os dois primeiros jogos da época!

 

por José Franco Dias