Allstars on Facebook

Jogo

Liga B1, 2020-01-14 às 22:00 @ CIF

Nota do árbitro: 5

3 - 3

100200

MVP: Miguel Nascimento

Boca Seniors vs Zona O by Besushi

“Soube a pouco…”

Após vitória e derrota na jornada inaugural para Zona O e Boca Seniors (respetivamente), os dois conjuntos defrontaram-se nesta segunda jornada e acabaram por dividir pontos num jogo recheado de golos, mas que podia ter caído para qualquer lado!

O jogo começou com Salvador Castro a ameaçar a baliza num remate já em queda, mas o guarda-redes estava atento e agarrou sem dificuldades. De seguida, vez de Francisco Branco assistir Duda (estrangeiro) em boa posição, com o avançado a ter o golo negado por nova defesa de Afonso Perestrelo! Apesar das duas oportunidades que a Zona O dispôs, eram os Boca Seniors quem construíam melhor desde trás e remetiam o adversário a terrenos mais recuados, porém, tardavam em criar perigo. Posto isto, após minutos de troca de bola dos comandados de Manuel Carvalho (não foi a jogo), os homens de Oeiras recuperaram o esférico para si e numa transição rapidíssima lançada de forma exímia por Duda, Salvador apareceu completamente sozinho e, com tempo para decidir, finalizou com gelo nas veias! Vendo-se em desvantagem na partida, os homens de Oeiras queriam lavar a cara e Miguel Nascimento galgou muitos metros com a bola colada aos pés para depois assistir André Barbosa que num tiraço de fora de área exigiu uma boa estirada a Dutschke! Logo a seguir, Gonçalo Ramos efetuou o remate rasteiro à meia distância, mas o guardião segurou. De seguida, Barbosa foi desmarcado na frente e, com espaço, pontapeou a redonda com estrondo no ferro! Passava o perigo para a baliza dos lobos! Grande oportunidade para os Zona O mais tarde, com Paulo Silva a recuperar a bola na ala direita numa zona de perigo oferecendo o golo a Afonso Cabral, mas o capitão já só encarando Afonso Perestrelo, acertou nas orelhas da bola e viu-a passar ao lado da baliza! Mantinha-se a toada, com os argentinos por cima do encontro ainda que em desvantagem. Vez de Nascimento, mais à frente, procurar surpreender com um chuto forte de longe, contudo, desenquadrado do alvo! Já a aproximarmo-nos do intervalo, José Coelho encontrou no meio Gonçalo Soares, que deu rápido em Gonçalo Ramos, e o atacante já nas imediações da área, chutou de “biqueira” para restabelecer a igualdade na partida! Os homens de Buenos Aires, não pretendiam ir já para descanso, e novamente José Coelho assumiu a batuta e, após tirar dois adversários do caminho, assistiu muito bem Nascimento e o médio “chapelou” primeiro o guardião, encostando de seguida para consumar a reviravolta!

A segunda parte deu início da mesma forma que a primeira, Salvador voltou a mostrar que garra não lhe faltava, e enviou um valente pontapé a sobrevoar a barra dos canarinhos! Pouco depois, Gonçalo Soares cobrou um pontapé de livre à entrada da área, e Dutschke teve de se esforçar para impedir que o potente remate do centrocampista desse em golo, numa defesa a dois tempos! Num contra-ataque vertiginoso, a bola sobrou para Salvador e o avançado tirou as medidas à baliza e visou a baliza adversária num pontapé fulminante, porém, o guarda-redes disse presente e sacudiu para canto! Cruzamento de Rodrigo Morbey para o coração da área viu Salvador elevar-se dos demais jogadores, cabeceando com toda a intenção, mas Afonso voltou a segurar a vantagem argentina! De seguida, Barbosa, tentou cortar uma bola longa enviada na sua direção e, com alguma infelicidade, enviou-a para o lado errado, tendo a mesma passado por cima do guarda-redes para fixar o resultado nos 2x2! Avant no encontro, os Boca ganhavam um penalti e Nascimento assumiu a responsabilidade e cumpriu, nada pôde fazer Dutschke para impedir o golo! Na resposta, os Zona O, por intermédio de Salvador (o mais inconformado), quase fizeram golo a partir de um livre que rasou o ferro! Depois, Branco assistiu muito bem “Duda” e este mostrou ser uma arma para o jogo, finalizando para colocar novamente o jogo em pé de igualdade! Até final, Gonçalo Ramos teve nos pés uma grande oportunidade para fazer o 4x3, mas deslumbrou-se com o espaço concedido e atirou para fora de forma surpreendente!

por José Franco Dias