Allstars on Facebook

Jogo

Divisão Allstars, 2020-02-13 às 23:00 @ CIF

Nota do árbitro: 3

2 - 3

000000

MVP: António Calça e Pina

Tettonham Hotspur vs FC Grimo

Pina descobre o caminho para vitória

O Grimo venceu o Tettonham por 3-2, num jogo em que começou a perder e o golo da vitória surgiu apenas em cima do apito final. Pina, que só jogou a segunda parte, “inventou” os três golos da equipa e foi o homem do jogo.

O Grimo entrou melhor no jogo, com mais iniciativa ofensiva e a chegar mais vezes à frente sem, contudo, transformar essa superioridade em golos. O Tettonham surgiu algo desfalcado neste jogo e apresentou-se com o bloco mais recuado, mostrando-se muito coeso a defender, comandado por Zé Dias no eixo central.

Com o passar dos minutos, o Grimo ia encostando os ingleses cada vez mais lá atrás e pressionava alto, o que levou a alguns erros da defensiva inglesa logo na primeira fase de construção. Bonne aproveitou um desses erros e isolou-se frente a Diogo Ferreira, mas o guarda-redes improvisado para esta noite fez uma grande defesa e evitou o golo.

A avalanche de futebol ofensivo do Grimo continuava e pouco depois foi Pereira a cabecear após canto de Bonne mas Diogo voltou a defender bem. Algo contra a corrente de jogo, num contra-ataque fulminante, o Tettonham chegou à vantagem. Gávea aliviou desde a defesa, Rosa, qual pivot a receber de costas, entregou de primeira para Rodrigo (estrangeiro) e isolou o canhoto que, à saída do guarda-redes do Grimo, rematou colocado e fez o 1-0. Pouco depois o árbitro apitou para o descanso e foi com este resultado que chegámos ao intervalo.

 

Na segunda parte o Grimo entrou determinado em dar a volta aos acontecimentos e não demorou a chegar ao empate: abertura fantástica de Pina, recém-entrado porque as suas chuteiras só chegaram ao intervalo, a rasgar a defesa dos ingleses e a colocar Pereira na cara do golo, com o médio a mostrar frieza e a rematar sem hipóteses para Diogo.

O Tettonham continuava a apostar no contra-ataque e Rodrigo Morais quase fez o segundo para os ingleses num remate de fora da área, só que o guarda-redes do Grimo estava atento e mostrou bons reflexos. Minutos mais tarde, o Grimo fez a cambalhota no resultado, com Pina novamente na assistência. O médio fez de pivot e isolou Bonne com um passe de primeira, com o capitão a não vacilar no cara a cara com Diogo e a fazer o 2-1. O Tettonham não demorou a reagir ao empate e chegou ao golo num lance a fazer lembrar o golo de Origi contra o Barcelona na meia-final da Liga dos Campeões: Rodrigo Morais fez de Alexander-Arnold e cobrou o canto rápido, com Rosa a fazer de Origi e a desviar com oportunismo para o fundo das redes, aproveitando a passividade da equipa do Grimo.

Até final, o Tettonham encostou-se lá atrás e juntou as linhas para tentar segurar o empate, ao passo que o Grimo fez o último esforço para tentar levar os três pontos. Núncio, após grande jogada individual, já se preparava para gritar golo quando Diogo fez uma defesa extraordinária e evitou o pior para os ingleses. Só que já ao cair do pano, Pina voltou a ser decisivo e inventou o golo da vitória do Grimo, fazendo um hattrick de assistências neste jogo. O médio mostrou a sua enorme visão de jogo e, com um passe de morte, isolou Núncio, que rematou certeiro e fez o 3-2 final a favor do Grimo.

 

 

por Frederico Seruya